Angelina Jolie e Kim Kardashian esto na lista de celebridades apontadas por tabloides como fs do Plasma Rico em Plaquetas (PRP), procedimento que mantm a pele mais jovem e radiante atravs de um processo complexo envolvendo o prprio sangue do paciente. Tal tcnica, que j era quente anos atrs, volta com tudo nos mais recentes congressos mdicos internacionais, com profissionais esperanosos e outros reticentes em usar o plasma humano. Mas afinal, o que est por trs dessa polmica?

 

O que o Plasma Rico em Plaquetas

A curiosidade o primeiro passo para a tcnica ser to abordada pela mdia; mas, por trs do fator inusitado de ter o sangue como protagonista, existe cincia: O PRP uma tcnica que consiste em retirar o sangue do brao do paciente, que levado para uma centrfuga onde as clulas so separadas. O sangue centrifugado divide hemcias do plasma, que sedimentado em pores entre as quais est o plasma rico em plaquetas. Logo aps, ele injetado nas reas selecionadas do paciente, explica dr. Ronaldo Soares, cirurgio plstico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plstica.

no plasma que se concentram as plaquetas e, dentro delas, os fatores de crescimento. Estes fatores ento fornecem ingredientes ativos que aceleram a regenerao celular e estimulam a produo de fibras colgenas (responsveis por manter a pele firme), completa.

 

Promissor, mas ainda vetado

O PRP no est autorizado no pas at o momento: Seu uso na dermatologia liberado pelo Conselho Federal de Medicina apenas para estudos clnicos e com aprovao prvia do comit de tica, alerta dra. Flvia Chehin, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A especialista ainda aponta alguns benefcios atribudos ao PRP: H estudos do Plasma Rico em Plaquetas na dermatologia mostrando recuperao dos fios de cabelo, cicatrizao de feridas, cicatrizao da pele aps o laser de CO2 e rejuvenescimento. No entanto, so estudos com pequenas amostras e sem padronizao da obteno do PRP.

De acordo com a dra. Valria Marcondes, dermatologista membro da Academia Americana de Dermatologia, o PRP injetado diretamente no couro cabeludo pode ser uma ferramenta de bioestimulao importante contra a calvcie.

 

Diferente do microagulhamento

Kelly Key e Luciana Gimenez j apareceram em suas redes sociais mostrando o rosto com partculas de sangue, mas tal imagem de impacto se deu por causa de outra tcnica, o microagulhamento; mtodo que faz pequenas perfuraes para depositar produtos clareadores, antioxidantes, hidratantes e firmadores.

Ento importante salientar que o PRP e o microagulhamento no so a mesma coisa: As tcnicas de permeao do PRP podem ser atravs de aplicao direta sobre o tecido que se deseja regenerar, com injees intradrmicas ou subcutneas, ou atravs de drug-delivery (pequenos furos feitos na pele atravs de microagulhamento ou laser que permitem que ativos penetrem melhor na pele e potencializem resultados), pontua dr. Ronaldo Soares.

Ou seja, o microagulhamento pode ser apenas um veculo para o PRP e no seu protocolo em si.

Fonte: Universa – UOL