A modernizao das tcnicas de contorno facial favorece vtimas.

Protocolos para minimizar rugas, linhas de expresso, dar volume s mandbulas, boca e queixo esto em alta. A nova era de preenchedores veio para servir um novo conceito de reeducao muscular e reestabelecer o volume das reas desgastadas, principalmente para quem sofre de distrbios como a lipoatrofia facial ou o hipomentonismo. Tudo para devolver a autoestima.

Os avanos na rea esttica no param de crescer e os benefcios vo alm do mbito da beleza. Procedimentos mais atuais assim como ativos modernos acabam possibilitando uma nova realidade para quem busca uma soluo de ordem clnica. Um bom exemplo a evoluo das tcnicas para o contorno facial. Os protocolos de preenchimento, por exemplo, uma novidade at pouco tempo para minimizar rugas, linhas de expresso, dar volume s mandbulas, boca e queixo tm permanecido em alta e so alvos de muita procura. E estes mesmos processos para atingir um rosto harmonioso so tambm responsveis por devolver a autoestima para quem sofreu alguma espcie de acidente ou trauma, provocando deformidades ou perda de volume.

A tecnologia nos apresentou mtodos no cirrgicos menos invasivos sem a constante preocupao com anestesia, ps-operatrios e resultados impressionantemente naturais. A ritidoplastia, cirurgia do rejuvenescimento facial, adotada por muitos anos, ganhou a concorrncia de tcnicas sem o uso do bisturi, como preenchimentos, toxina botulnica, laser, entre outros. E a ateno do cirurgio se modernizou ao inovar o conceito de reposio de volume na face com uma viso tridimensional. Nada de focar apenas nas rugas, mas ter total entendimento da perda de volume promovida pelo envelhecimento ou emagrecimentos mais acentuados.

A Organizao Mundial de Sade, OMS, apronta a existncia de 36,7 milhes de soropositivos no mundo. E conforme estimativas do Programa de Doenas Sexualmente Transmissveis e Aids do Ministrio da Sade, h 830.000 pessoas infectadas pelo HIV no Brasil. E muitos desses indivduos possuem lipoatrofia facial perda de gordura da face. Apesar de no publicada uma estimativa oficial de pacientes com esse diagnstico, estudos cientficos internacionais sugerem que esse percentual pode variar de 6 a 69% entre pacientes com HIV, em uso de terapia antirretroviral (TARV) h pelo menos um ano.

Para estes casos e tambm vtimas de acidentes com afundamento de osso da face e de hipomentonismo (falta de projeo do queixo) todo este progresso em tcnicas no-invasivas para a melhoria no contorno facial, como o ganho de volume, benfico no s para uma correo, mas principalmente para desenvolver prticas rpidas, quase sem qualquer incmodo e com a finalidade de resgatar o bem-estar e conforto esttico.

Mas nem sempre foi assim. Antigamente, o contorno facial para conseguir mais volume em reas como queixo, mandbula e ma do rosto era realizado com prtese de silicone e polietileno poroso, que consiste num material rgido, parecido com o osso, em uma cirurgia com durao de duas horas. E h 15 anos, a cincia chegou a era dos preenchedores, como PMMA (polimetilmetacrilato), espcie de plstico em formato de microesferas. Mas logo esta possibilidade tornou-se invivel ao serem identificados casos de reao inflamatria ao produto. Atualmente, uma nova demanda de preenchedores provocam uma reeducao muscular. Hoje, o mercado disponibiliza ativos importantes para essa atuao, como o cido hialurnico, que no gera qualquer reao inflamatria, mas apresenta resultado com durao aproximada de um ano.

Ronaldo Soares (CRM-SP 147.265), cirurgio plstico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plstica – SBCP